A importância da Atividade Física

A prática regular de atividade física sempre esteve ligada à imagem de

pessoas saudáveis. Antigamente, existiam duas ideias que tentavam explicar a

associação entre o exercício e a saúde: a primeira defendia que alguns indivíduos

apresentavam uma predisposição genética á prática de exercício físico, já que

possuíam boa saúde, vigor físico e disposição mental; a outra proposta dizia que a

atividade física, na verdade, representava um estímulo ambiental responsável pela

ausência de doenças, saúde mental e boa aptidão física. “Hoje em dia sabe-se que os

dois conceitos são importantes e se relacionam.”

Mas o que é atividade física?

Atividade física é definida como um conjunto de ações que um indivíduo ou

grupo de pessoas pratica envolvendo gasto de energia e alterações do organismo, por

meio de exercícios que envolvam movimentos corporais, com aplicação de uma ou

mais aptidões físicas, além de atividades mentais e sociais, de modo que terá como

resultados os benefícios à saúde.

As evidências estão aumentando e são mais convincentes que nunca! Pessoas

de todas as idades, que estão de um modo geral inativas fisicamente, podem melhorar

sua saúde e bem-estar ao praticar atividade física moderada regularmente. Atividade

física regular reduz substancialmente o risco de morrer de doença arterial coronariana

e diminui o risco de infarto, câncer de cólon, diabetes e pressão alta.

Pessoas fisicamente ativas, consequentemente, possuem um metabolismo

energético mais elevado, o que significa que são capazes de aproveitar melhor os

alimentos nutritivos, sem acumular gordura no corpo.

À medida que a atividade física aumenta, o mesmo acontece com a massa

corporal magra (a massa muscular), e o corpo, gradualmente, muda de forma.

A diminuição da gordura por massa muscular favorecerá o aumento do

metabolismo energético, ocorrendo maior queima das gorduras acumuladas e menor

peso corporal.

A atividade física regular mantém:

• Músculos, ossos e articulações fortes;

• A produção hormonal e sanguínea normais;

• As funções imunológicas e intestinais equilibradas;

• Níveis saudáveis de vida ativa.

Também contribui para a prevenção:

• Das DCNT, como a osteoporose;

• Os problemas nas articulações;

• Problemas circulatórios;

• Obesidade;

• Diabetes e outras doenças.

De forma inversa, a inatividade física aumentará:

• O risco de diversas doenças;

• Predispõe o organismo ao acúmulo de gordura e à obesidade;

• Sensibilidade para os resfriados;

• Depressão.

As pessoas que estão em forma física:

• Desfrutam mais da vida;

• Dormem melhor;

• Não acumulam stress;

• Ficam menos enfermas;

• Terão maior expectativa de vida;

Fazer exercícios regularmente é algo que todos os médicos, professores de

Educação Física e profissionais da área de saúde recomendam para quase todas as

pessoas. As exceções ficam por conta de situações clínicas que dificultam ou

impedem a prática de alguma atividade. É consenso de que nosso corpo funciona

melhor quando está sempre em movimento. Os músculos se desenvolvem melhor

quando são mais requisitados, todo o sistema circulatório tende a se adaptar à maior

necessidade de suprir oxigênio durante as atividades físicas e para tudo no corpo a

lógica parece ser a mesma.

Praticar atividade física é importante em qualquer idade, mas o tipo e a

intensidade da atividade física variam muito de acordo com cada indivíduo. A variação

é tanta que sequer podemos fazer aconselhamentos sem conhecer cada pessoa.

Apenas um profissional de saúde pode indicar qual atividade física é ideal para você.

Exercícios físicos são importantes! Libere 1 hora do seu dia para cuidar da

saúde! Você não vai se arrepender e logo estará recuperando esta hora em termos de

produtividade em suas tarefas diárias!

Prof. José Roberto (Beto).